Contos Draconianos

Em Ogarime

Ao chegarem à Prefeitura, vêem anão ser conduzido para lá, acorrentado em meio a guardas armados, o cortejo bloqueando o acesso à Prefeitura temporariamente. Descobrem que haverá uma festa na arena ao Sul em 3 noites, onde o condenado por roubo enfrentará Traca-Traca, campeão da arena há mais de 10 anos e herói local, famoso por nunca ter sido sequer ferido nos confrontos.

Descobrem ainda que o retorno das entradas vai para a Igreja de Mazela. A luta é um ordálio, representando simultaneamente a Justiça Divina e dos Homens, conforme informado por sacerdote de Mazela.

Entram enfim na Prefeitura, onde encontram secretário, que os informa que Tratus Ro desapareceu na Ilha de Fogo, sendo presumido como o local de sua morte. informa que os sacerdotes é que sabem mais sobre o assunto. Confirma o status de herói da cidade de Traca-Traca.

Bahadur, tornado invísivel por Leonel, entra Prefeitura adentro, localiza uma sala de reuniões onde o Prefeito e o sacerdote. Estes discutem sobre uma antecipação do combate na arena por questões de segurança, pois o Prefeito teme a intervenção dos comparsas do anão. O Sacerdote destaca a necessidade de se respeitar o tempo de 3 dias, por questões de tradição e para garantir o auxílio divino à Traca-Traca. Acertam transferência para caserna.

Bahadur segue investigando o local, encontrando a cela do anão. Tenta contato com este, mas ele começa a gritar que há alguém ali, atraindo os guardas. Bahadur tenta então fugir pela janela da sala de audiências, ouvindo antes a discussão sobre o grupo a que pertenceria o anão e o risco de uma tentativa de resgate por parte deste grupo, apesar de o anão ser acusado de roubar apenas miudezas.

Comments

balbi

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.