Contos Draconianos

Conflito em Nova Gardak

Leonel vai à Lebon em busca dos meios para fazer sua bola de cristal. No futuro, Baudolino inicia a rede de espiões de Godrixia; Gardak é atacada.

Sessão de 12/05/13
Mestre: Balbi
Jogadores presentes: Fernando, Pedro e Marcos

NOTA: A viagem de Leonel ocorreu anteriormente aos eventos do log O Massacre da Vila Troll. Os demais eventos após este log.

Leonel planeja fazer uma bola de cristal. Para isto, descobre que precisa encontrar uma esfera perfeita na natureza. Entre as opções de material existem:

1) pérolas, com as nereidas e tritões da Baía das Escamas;
2) a seiva condensada de árvores próximas a Lebon;
3) esferas de vidro condensado, no fundo do Deserto de Lamar;
4) no planalto, da grande cordilheira, onde existe um acúmulo de quartzos.

Escolhe a segunda opção e vai à Lebon, de vassoura. Já no primeiro dia, pega uma tempestade sobre a Baía das Escamas. Observa um Storm Giant, que é a causa da tempestade. Segue viagem, dorme em saliência da cordilheira. Na descida até Lebon, já próximo ao crepúsculo, explora vale em busca de abrigo, vê três longhalls, um destruído, um em chamas e outro inteiro. Ao se aproximar, esbarra em Troll à espreita. É capturado e levado para a contrução restante. Lá, vê outros Trolls, incuindo o líder, Troll de 6 metros de altura! Consegue diante de todos se teleportar para fora e ataca os demais. Eles o ferem e forçam-no a bater em retirada, sem, contudo, a vassoura, que perdeu ao ser atingido por um pedregulho atirado contra ele durante a fuga. Vê a vassoura ser pega por Athorvani, o líder Troll. Esconde-se na encosta e teleporta-se para o alto de uma torre, que chamara sua atenção durante sua estada em Lebon. É imediatamente capturado pelos perplexos sentinelas elfos que guardavam a Torre, sendo enfeitiçado por um [[:hold person]].

Leonel é levado à sala, desequipado, aglomerando arqueiros até que entra travesti, de 2,20m de altura, com armadura “drag”, que o interpela sobre o que fez e o que quer. Leonel se identifica e é mantido sob custódia por Sindella, nome do travesti, chefe dos guardas da torre, Até ser visitado por um dândi da corte. Este enviado após ter sido esclarecida a identidade de Leonel se desculpa e pergunta se precisa de algo. Leonel pede para ter ser seus ferimentos tratados.

Trazem druida humano, que o cura. Leonel pede a ele informações sobre a seiva. Druida é o guardão do Cedro-Rei. Diz que a seiva é utilizada para saciar e manter dormente monstro ancestral. Leonel pergunta onde fica a árvore. Esta ficaria descendo o rio, mas druida entende que a descoberta o local exato será um teste para Leonel. Volinar, o druida, diz que o aguardará lá.

Leonel se encontra com Círdan, que também pede desculpas pelo tratamento, mas explica o protocolo para entrar na cidade. Falam sobre o Cedro-Rei, explicando que Volinar segue os caminhos da Natureza. Explica ainda que besta habita outro plano e que a cada dois meses Volinar ressela o portal com a seiva e que lembra que o druida anterior perdeu a vida ao negligenciar a tarefa por quatro meses, resultando na destruição de extensa área dos arredores.

Baudolino vai ao porto à procura de pessoas que possam organizar redes de espiões. A melhor opção é Robson, o Fuinha, que é um atravessador que está rapidamente enriquecendo. Espera a maior parte do dia, presenciando um ambiente cada vez mais violento com o cair da tarde e início da noite.

Robson chega com empregados e um carregamento. É ostentador e faz muito mais dinheiro no comércio do que Baudolino. Convida este para sua casa e fumam um cachimbo, que turva a mente de ambos. Conversam até serem interrompidos pelos capangas de Robson, que trazem um bandeira vermelha espancado. Este cobrava proteção dos mercadores.

Baudolino e Robson entendem que é melhor que o bandeira vermelha seja liberado, mas Robson admite que planejava matar o soldado, pois este cobrava “proteção”, um costume antigo de Perrutti, onde organizações como os Bandeiras Vermelhas se formam para exercer extorsões deste tipo.

Baudolino fecha um acordo com Robson de isenção total de tarifas em Muriel. Em troca, obteria lealdade e informações de Robson, que será leal no seu próprio entendimento distorcido.

Em poucos dias, aborda Iacobus, cortesão de sua facção e o recruta para organizar uma segunda rede de espiões, em troca de terras e o direito de ter tropas – ou seja, concede a ele um título de nobreza!

Aron vai a Nova Gardack, conversa com Sinella sobre o crescimento da população humana de garimpeiros e o imediatismo destes. Ela se preocupa, mas entende que sua função é outra, não agindo sobre este assunto.

Aron vai então até os assentamentos, que têm apenas dois elfos, sendo o restante basicamente de humanos, divididos em bandos desconfiados, miseráveis e famintos.

Aborda um dos elfos, Elodrim, que tem espírito aventureiro o suficiente para se aventurar naquele local. Aron pergunta sobre a miséria local, mas Elodrim desfaz do desejo de melhorar as condições dessa população.

Estão debatendo o assunto quando Elodrim é levado por uma quimera, que é atacada pelos guardas de Aron. Logo surgem mais duas quimeras, juntamente com um bando de hobgoblins montados e muitos lobos. Os cinco soldados de Aron morrem todos no combate e Aron é preso com um hold person, sendo drogado em seguida, por um hobgoblin imenso, aparentando estar apodrecendo em vida, mas deslocando-se com velocidade e vigor, vestido com um robe, com estranhas pinturas e cicatrizes rituais no rosto.

Aron acorda ainda sob os efeitos da droga. Ouve vozes em hobgoblin, discutindo o que fazer com, mencionando a possibilidade de resgate. Aguarda, volta a dormir e acorda em cela. Quando vai ser alimentado, manda um sleep no carcereiro. Ainda aturdido pela droga, não consegue abrir a porta, mas os demais guardas abrem a porta para investigar e, ao vê-lo solto e sobre o seu colega caído, covardemente fogem. Este vagueia pelo corredor, em busca de seu equipamento. Encontra a porta de saída. Usa charm person em outro guarda, que lhe abre a porta. Este o leva à Torre de Menagem da fortificação, onde Aron vê outros capturados, inclusive Sinella, que ainda está alucinando. Em frente à Torre, vê o sacerdote que o capturou, diante de uma mesa, anotando num livro. Aron se esconde, mas decide procurar armas, encontrando arco longo, espada, cota de malhas grande.

Comments

Alterei rapidamente o seguinte: os hobgoblins estavam montados a cavalo e eram acompanhados por muitos lobos, mas não estavam montados em lobos como foi escrito, beleza? =)

Conflito em Nova Gardak
 

Mexi só pra consertar os links da wiki e pro outro post. Aliás, mal minha por não ter deixado espaço pro post que faltava.

Agora, não entendi uma coisa: a sessão parou neste ponto, com o Aron fugindo? E aí voltamos no tempo pq o Leonel foi pedir ajuda pra todo mundo, é isso?

Conflito em Nova Gardak
 

Acho que está faltando post mesmo .. depois do aron voltar pra muriel o grupo atacou a torre de um mago e quase foram derrotados depois voltaram pra ajudar nova gardack e voltaram pra terminar o serviço da torre do mago.
eu tenho o post em que eles voltam pra ajudar nova gargack, mas parece que estáfaltando a invasao da torre do mago.

Conflito em Nova Gardak
pedrotiquinho

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.